Call us toll free: +55 11 3813-6286
Top notch Multipurpose WordPress Theme!

Projeto Apiaí II

Projeto Apiaí II

Local: Apiaí, São Paulo.

Período de atuação: 2015 ao 2016.

Parceiros:  Instituto InterCement, BNDES, InterCement, Prefeitura Municipal de Apiaí.

Objetivo:

O projeto visa fortalecer a agricultura familiar na região de Apiaí, através de investimentos e ações que permitam a sustentabilidade da atividade agrícola, por meio da estruturação de uma pequena agroindústria de alimentos e formação em técnicas de processamento, conservação de produtos vegetais e gerenciamento do negócio rural.

Execução

O Projeto Semeando Futuros, executada pelo Instituto Meio e apoiada pelo Instituto Intercement e o BNDES, teve como ponto focal agregar valor aos produtos in natura através da estruturação de uma unidade de processamento de alimentos de origem vegetal, eficiente e regularizada, e fortalecer em paralelo a gestão comercial da Cooperativa. Assim, frutas, verduras e legumes in natura que não correspondem ao padrão estético dos mercados são transformados em produtos acabados com receitas diferenciadas. Esta estratégia promove a diminuição de perdas pós colheita e permite ganhar maior tempo de estocagem, com isto, maior capacidade de negociação e ganho em valor agregado ao produto original. Desta forma, o descarte de morango, pêssego, damasco, ameixa, amora, maçã é transformado em geleia e compota; tomate em molho, e; abobrinha, milho, abóbora, repolho, ervilha, vagem e brócolis em conservas, patês e papinhas. Para tal, foram adquiridos equipamentos e ferramentas próprios para o processamento e os cooperados são capacitados nas diversas áreas de produção e gestão do empreendimento, criando uma equipe organizada e estruturada capaz de enfrentar o mercado e os desafios da gestão da qualidade. Por último, a identidade visual da nova marca e ferramentas de comunicação foram elaboradas para divulgar os produtos artesanais, já a venda em comércios da região. Esta é mais uma iniciativa do Instituto Meio de apoio à agricultura familiar que, através do processamento da sua produção, amplia as fontes de renda das famílias no campo, aumenta a competitividade de seus negócios, diminui o êxodo rural de jovens e abaixa drasticamente a quantidade de alimentos descartados, que só no Brasil chega a 40 mil toneladas todos os dias, segundo a Embrapa.

 

Beneficiados:

150 famílias de agricultores associadas diretamente e mais de 50 fornecedores locais.

Proposta:

A principal atividade econômica do distrito rural do Bairro Garcias consiste na monocultura de tomate, voltada a um mercado atacadista com fortes flutuações de preço, gerando irregularidade de renda e forte dependência do produtor. Esta dinâmica supõe políticas públicas que estimulem a formulação descentralizada de projetos capazes de valorizar os atributos locais e regionais no processo de desenvolvimento, buscando novas alternativas de geração de renda. Entre elas, a que vem conquistando novos espaços é a agregação de valor de produtos agropecuários em pequenas agroindústrias. Em Apiaí algumas iniciativas individuais, ainda tímidas, tem mostrado a viabilidade de transformação de frutas e legumes em molhos, geleias e compotas. A Cooperativa, percebendo esta oportunidade, reformou, com recursos próprios, uma parte do galpão próprio, mas precisava de apoio para implementar a cozinha industrial, desenvolver produtos e embalagens e capacitações técnicas, gerenciais e comerciais.

 

Resultados:

• Capacitação de 30 cooperados nas áreas de Boas Práticas de Fabricação, processamento industrial, gestão e vendas.

• Implantação de uma linha eficiente de processamento vegetal, com capacidade instalada de 8 toneladas de alimentos processados/mês.

• Produção mensal de 2000 quilos de alimento por mês, obtendo um faturamento mensal de R$ 15 mil já no final do primeiro ano de funcionamento.

• Implementação de um modelo de gestão comercial eficiente e atuante.

Visite o site do nosso projeto Da Roça com Amor

Voltar para Desenvolvimento Social Comunitário

Voltar para Cases em Desenvolvimento Social Comunitário ou veja todos os cases do Instituto Meio