Call us toll free: +55 11 3813-6286
Top notch Multipurpose WordPress Theme!

Empreende Tapiraí

por institutomeio em Comentários: 0

O projeto que fomenta a cultura empreendedora de jovens e adultos em Tapiraí

Local: Tapirai, SP

Período de atuação: jan/2016 a dez/2016

Parceiros: Instituto Votorantim

Objetivo:

O programa tem como objetivo fomentar a cultura empreendedora no Município de Tapirai, através da capacitação e vivência de criação, ampliação ou ainda inovação de oportunidades de negócios em segmentos de relevância local/regional.

Resultados:

Capacitação de 40 beneficiários na construção de Planos de Negócios utilizando o modelo Business Model Generation. Apresentação dos PN na forma de pitch para a comunidade. Formação de um fundo de investimentos para fomento ao empreendedorismo juvenil. Apoio com capital semente a dois projetos selecionados.

Beneficiados:

40 jovens

Sabores do Grama 2

por institutomeio em Comentários: 0

Local: Santo Antônio do Grama, Minas Gerais.

Período de atuação: 2012 ao 2015.

Parceiros: ICC, Construtora Camargo Corrêa, Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Grama.

Objetivo:

O projeto tem como objetivo criar uma unidade produtiva de alimento artesanal, formada em sua maioria por jovens, com sede no município de Santo Antônio do Grama, com participação da comunidade local na produção e gestão.

Proposta

O projeto visa contribuir para o desenvolvimento de um grupo de produção formal de alimentos artesanais com participação da comunidade local em todas as ações do projeto. Existe uma cultura local da produção de alimentos artesanais, como: doces, queijos, biscoitos, mel, cachaça, açúcar mascavo. No entanto, esta produção é individual e desorganizada, mas a formação de um grupo estruturado, com identidade própria, fortalece a atividade, atraindo participantes para uma oportunidade de gerar renda. A maioria desses participantes são jovens que por não ter oportunidade na cidade acabam migrando para cidades maiores.

Execução

Como o grupo ainda não existia, as ações do projeto são amplas e abrangem desde a formação de um grupo gestor na comunidade até o acompanhamento das atividades e integração desse grupo gestor. Esse processo conta ainda com etapas de seleção e formação de um grupo de produção entre os membros da comunidade, realização de capacitações técnicas e gerenciais, investimento em equipamentos e infraestrutura e desenvolvimento de ferramentas de comunicação e ação comercial.

Resultado:

Criação da Associação Sabores do Grama. Construção da sede e infraestrutura. Criação da marca, embalagens e material de comunicação. Produção mensal de 2.6t de doces ao mês. Faturamento de R$ 30 mil/mensais.

Beneficiados:

21 associadas diretamente e mais de 48 fornecedores locais.

Visite o site do nosso projeto Sabores do Grama

Voltar para Desenvolvimento Social Comunitário

Voltar para Cases em Desenvolvimento Social Comunitário ou veja todos os cases do Instituto Meio

Tempo de Empreender – Bodoquena

por institutomeio em Comentários: 0

Local: Bodoquena, Mato Grosso do Sul.

Duração: 2013 a 2015.

Parceiros: Intercement, Instituto Camargo Corrêa, BNDES, Prefeitura Municipal de Bodoquena.

Objetivo:

O projeto tem como objetivo fomentar o empreendedorismo entre os jovens da comunidade gerando perspectivas de novos negócios rurais e de fixação das famílias no campo.

Proposta

Um diagnóstico realizado no município apontou que a produção agrícola local está baseada na produção de abóbora e mandioca. A dificuldade de escoamento da produção, a falta de conhecimento técnico para aumentar a produtividade e o baixo poder de barganha frente aos comerciantes na capital do estado tem desmotivado os pequenos agricultores, favorecendo o êxodo rural na região.

Execução

A estratégia implantada durante o projeto baseou-se em dois pilares de fundamental importância para aumentar a rentabilidade no campo: a agregação de valor através de uma unidade de processamento de alimentos e a implantação de uma horta como unidade demonstrativa para a disseminação de boas práticas agrícolas, principalmente do sistema agroecológico. A unidade de processamento foi construída e implantada para transformar a produção local em produtos naturais prontos para uso por meio de embalagens a vácuo. A entrega é feita em utilitário refrigerado para supermercados, hotéis e restaurantes da região. O maior desafio na implantação da agroindústria foi a capacitação e o treinamento da equipe operacional e o fortalecimento da área comercial, além de implementar práticas sanitárias para atender todos os padrões exigidos pela legislação. Por fim, elaboramos todo o material de apoio como embalagens com códigos de barras, site e folhetos para divulgação.

Resultados:

  • Implantação de uma horta comunitária de 4 ha com produção de 20t de hortaliças e outras culturas.
  • Aumento de 40% da produtividade média nas propriedades rurais dos associados.
  • Implantação de uma agroindústria para processamento mínimo de alimentos com produção de 8t/mês.
  • Aumento de renda dos agricultores e suas famílias em 300%.
  • Venda de 30t de alimentos/ ano para programas governamentais.

Beneficiados:

48 agricultores.

Visite o site do nosso projeto Sabores Naturais de Morraria

Voltar para Desenvolvimento Social Comunitário

Voltar para Cases em Desenvolvimento Social Comunitário ou veja todos os cases do Instituto Meio

Consórcio das Artes, Laguna

por institutomeio em Comentários: 0

Local: Laguna, Santa Catarina.

Duração: 

Parceiros: Prefeitura Municipal de Laguna, Construtora Camargo Correa e Instituto Camargo Correa.

Objetivo:

O projeto tem como objetivo fomentar a produção e comercialização do artesanato e costura de Laguna, SC, por meio de ações de melhoria na produção, mercado, design, qualidade e associativismo, estruturando um centro de comercialização comum para o aumento da renda dos artesãos.

Proposta

A cidade de Laguna faz parte de um dos polos turísticos do estado com atrativos turísticos naturais, históricos e culturais. Apesar da boa infraestrutura turística, a cidade não oferecia ao turista a oportunidade de encontrar produtos com referência local. Os artesãos locais, por outro lado, não estavam organizados e capacitados para oferecer este tipo de produto. A Associação Arco Iris, que nasceu há 4 anos por uma iniciativa de mulheres de baixa renda, é um dos exemplos. Com baixa produção e faturamento não propiciava aos seus membros a oportunidade de gerar renda com a produção artesanal.

Execução

Para estruturar a cadeia produtiva no município, elevando a renda dos participantes e oferecendo produtos com identidade local, o projeto focou suas atividades no design de produtos inspirados na iconografia local, capacitações técnicas e gerenciais, aquisição de materiais e equipamentos e a estruturação de um centro de comercialização que é, hoje, um dos principais atrativos na cidade.

Resultado:

  • 54 artesãos atendidos diretamente e 210 indiretamente.
  • Aumento da renda dos artesãos em 90%.
  • Reforma de um casarão tombado e montagem da central de comercialização.
  • Estudo de iconografia local.

Beneficiados:

44 artesãos e 210 beneficiados indiretos.